Conheça a Midway

Gov. Corporativa e Ger. de Risco

Nosso modelo de gestão está orientada pelas boas práticas de Governança Corporativa e de Gestão de Riscos, com foco na transparência, na responsabilidade pelos resultados e na disponibilização de informações adequadas para a tomada de decisão.

Desta forma, desde o início de sua estruturação a Midway S/A – C.F.I. busca continuamente estabelecer e aprimorar seus processos e controles internos que visam alcançar padrões cada vez mais elevados de exatidão e de integridade em seus registros e relatórios financeiros, garantindo total aderência as exigências estabelecidas pelo Banco Central do Brasil.

A Midway S/A gerencia o risco através de uma abordagem holística para tomada de decisão. Segue abaixo um breve descritivo do tipos de risco:

 

Risco Operacional
Conforme determinação do Banco  Central de Brasil, por meio da Resolução 3.380, a Sociedade implementou no segundo semestre de 2008 sua estrutura de Gerenciamento de Riscos Operacionais, de forma compatível com a natureza de suas operações e com o seu porte. A refeida estrutura tem como objetivo: identificar, avaliar, monitorar e mitogar os riscos operacionais, baseada em instrumentos de gestão tais como: Políticas, Fluxogramas, Matrizes de Riscos e Controles e Mapa de Riscos da Instituição.

 

Risco de Mercado
Conforme determinação do Banco Central do Brasil, por meio da resolução 3.464, a Sociedade implementou no segundo semestre de 2008, sua estrutura de Gerenciamento de Risco de Mercado. A referida estrutura tem como objetivo definir políticas, e estratégias de gestão de exposição ao risco de mercado, controlar e avaliar os níveis de exposição, bem como o índice de Basiléia e simular cenários de stress

 

Risco de Crédito
Conforme determinação do Banco Central do Brasil, por meio da Resolução 3.721, Risco de Crédito define-se como a possibilidade de ocorrências de perdas associadas ao não cumprimento pelo tomador ou contraparte de suas respectivas obrigações financeiras nos termos pactuados, incluindo aquelas relativas à liquidação de instrumentos de derivativos, ao risco pais, à desvalorização do contrato de crédito decorrentes da deterioração na classificação de risco tomador, à redução de ganhos ou remunerações , a possibilidade de ocorrência de desembolsos para honrar avais, fianças, coobrigações, compromissos de créditos, a possibilidade de perdas associadas ou não ao cumprimento  de obrigações.

 

Risco de Liquidez
Conforme determinação do Banco Central do Brasil, por meio da Resolução 4.090, Risco de Liquidez define-se como a capacidade de uma Instituição de cumprir com seus compromissos financeiros nos respectivos  vencimentos. Risco de Liquidez, por sua vez, é a possibilidade de não ser capaz de honrar com estas obrigações , sem incorrer em perdas substanciais. A gestão de liquidez na Midway S/A define-se por um conjunto de processos que visam garantir sua capacidade de pagamento, monitorando diariamente a projeção de fluxos de caixa e seus descasamentos, realizando simulações com cenários de stress, atuando dentro dos limites estabelecidos internamente e dos requerimentos regulatórios. Estes limites operacionais levam em consideração os seguintes aspectos: composição dos ativos, contrapartes e alternativas de instrumentos de captação.